Lista de artigos

Artigo imovel guide

Investimento / Padrão

Leilões de Imóveis: Verdades e Desafios

Por Cristina Wagner Salvadori Em 28/07/2021

E aí, vamos continuar buscando informações sobre investimentos em imóveis? Será este um bom investimento ?? Alguns de vocês já ouviram falar sobre leilões de imóveis, certo? Este tema, muitas vezes traz um certo medo e sobre ele existem muitos mitos.... Vou tentar, através de alguns artigos, desmistificar esse assunto. O que acham??? Vamos lá! Os leilões possibilitam a aquisição de imóveis com até 50% de desconto em relação ao valor de mercado, trazem diversificação e segurança ao investimento e potencializam a rentabilidade, na medida em que a renda passiva produzida pelos aluguéis poderão representar um elevado percentual sobre o valor investido (muito acima dos praticados no mercado). Mas atenção, para trazer todos estes benefícios, ele precisa ser muito bem feito e estudado como qualquer bom negócio. Um dos pontos que costumam afastar compradores/investidores é que, muitos imóveis em leilão estão ocupados pelo ex-comprador (mutuário). Como você se sentiria numa dessas situações, em que precisa retirar do imóvel o antigo morador? Esta é uma crença limitante, e na verdade um equívoco jurídico, pois as pessoas não entendem a relação jurídica que nasce com a alienação fiduciária que é gerada por contrato de financiamento. Vejamos: Quando um imóvel é adquirido financiado e é ao mesmo tempo oferecido em garantia ao crédito à instituição bancária, a propriedade passa a ser do banco e não do devedor. Assim vale ressaltar que, enquanto as prestações não forem totalmente quitadas, quem ocupa o imóvel é mero possuidor, com expectativa de ser proprietário ao término do pagamento das parcelas. Enquanto isso não ocorre, o imóvel é de propriedade do banco. Se as prestações não forem quitadas, isto é, se as pessoas deixarem de pagar suas dívidas, o banco pode realizar um leilão deste imóvel e sai vencedor (adquire o imóvel)  aquele que oferece o  maior lance pelo bem.  O nome dado a este tipo de leilão é extrajudicial. Já no caso dos leilões judiciais, os devedores que não pagaram dívidas de outro tipo (como impostos, dividas trabalhistas etc)  têm os bens penhorados (na justiça) os quais passam por uma expropriação (perda de propriedade), e uma das maneiras de realizar esta expropriação é por meio de leilões. Qualquer pessoa pode investir em leilões de imóveis, mas antes de tudo é preciso ter conhecimento para não adquirir um imóvel que tenha problemas com processos, dívidas etc. Vamos continuar aprendendo?????

Artigo imovel guide

Imóveis / Padrão

Escolhendo Seu Imóvel Ideal!

Por Marcia Consultoria Imobiliária Em 27/07/2021

Veja a seguir algumas dicas que irão te ajudar a encontrar o imóvel certo para você, sem perda de tempo ou dor de cabeça!   1) Tenha uma corretora de imóveis qualificada Busque uma corretora de imóveis de qualidade para auxiliá-lo na hora da sua compra, a qual irá te apresentar as melhores oportunidades, preços, e tudo mais que você precisar. Corretor de imóveis é como seu médico ou advogado, precisa ser um profissional capacitado para te orientar corretamente. Afinal, a compra de um imóvel envolve valores altos, e é crucial ter toda segurança durante esse processo. Aqui na Marcia Cons. Imobiliária, nossa corretora Marcia A. Zanotti conta com expertise de mais de 23 anos no mercado imobiliário de Foz do Iguaçu, e está sempre a disposição para melhor lhe atender. Prezamos em oferecer um atendimento personalizado às suas necessidades.   2) Veja fotos, vídeos e visite o imóvel Veja as fotos e vídeos de todos os cômodos, mas também não se limite a isso. Agende sua visita pra tirar todas as dúvidas, conhecer o imóvel. Durante a visita não se deve considerar apenas a mobília e a decoração do atual morador ou showroom. Imaginar o imóvel com seu toque, a sua decoração, com os seus gostos faz toda a diferença..    3)  Confira a documentação A compra de um imóvel envolve uma série de documentações. Por isso, fazer a escolha certa é importante para que você evite gastos e aborrecimentos futuros. Para isso, conte com a Marcia Cons. Imobiliária, trabalhamos apenas com imóveis de procedência, e contamos com um departamento jurídico especializado para verificação de regularidade de toda a documentação do imóvel e vendedores. Assim, você tem a tranquilidade de realizar a compra do seu imóvel com toda segurança jurídica necessária através da imobiliária.   4)  Não demore muito para escolher  Apesar da compra ser uma decisão muito importante e exigir uma busca detalhada, cuidado para não pecar pelo excesso. Demorar muito para concretizar o negócio pode fazer você pode perder o imóvel para outro interessado, ou sua proposta não ser mais aceita pelo proprietário. Se você gostou do imóvel não perca tempo! Nós, da Marcia Cons. Imobiliária, estamos sempre a disposição para tornar sua experiência de compra maravilhosa!   Escrito por: Letícia M. Mello Curadoria: Carlos Leandro Zanotti

Artigo imovel guide

Imóveis / Padrão

Como Funciona a Compra de um Imóvel, Passo a Passo.

Por Dener Pires Em 25/07/2021

Veja como funciona a compra de um imóvel, passo a passo, desde a simulação de financiamento até o cartório. Comprar um imóvel é um grande passo, adquirir um imóvel próprio é a realização de um grande sonho, e com os atuais valores do imóveis é difícil que alguém tenha o valor total do imóvel, para isso que se tem o financiamento, porém financiamento é algo que assusta muitas pessoas, vou tentar explicar de maneira simples como funciona todos os tramites do financiamento imobiliário. Em poucas palavras, financiamento é pegar dinheiro emprestado do banco e pagar em parcelas mensalmente com juros, prazo máximo de financiamento é de 35 anos, quanto mais parcelas fizer mais juros irá pagar. Você irá precisar de uma entrada, que será paga para o vendedor, e restante irá parcelar com o banco, independente de quantas vezes parcelar com o banco, o vendedor irá receber à vista. Enquanto o contrato não será quitado, o imóvel fica ligado ao banco, ou seja você não é o verdadeiro proprietário até que seja totalmente quitado a divida. Caso você não pague a divida o banco usa o imóvel como garantia, e o imóvel pode ir a leilão para quitar a divida . Diversos bancos fazem financiamentos atualmente, seja publico ou particular, cada banco tem suas regras e condições para liberar crédito para  a pessoa. O ideal é procurar o banco que você já possui conta, pois a chance deles liberam crédito é maior, desde que você tenha um bom relacionamento com eles. O  valor liberado para ser financiado varia muito de banco para banco também, e se o imóvel é novo ou usado, varia muito também também. Geralmente para imóveis novos os bancos liberam até 80% do valor do imóvel, para imóveis usado geralmente liberam até 70% do valor do imóvel. Uma modalidade usada para pessoas de baixa renda é o programa casa verde e amarela, que oferecem juros mais baixos para imóveis que atenda as exigências do programa, como questão de valor  e o imóvel ser novo. Fez a simulação, banco aprovou o financiamento, aprovou sua ficha, qual próximo passo ? escolher o imóvel, para isso precisa que o imóvel atenda as necessidades do banco, como estar averbada a construção, não ter dividas, e todas as certidões negativas em dia, após isso o engenheiro do banco irá até o imóvel para verificar as condições, se o engenheiro aprovar o imóvel, o banco irá liberar o crédito solicitado. Feito isso, basta ir ao cartório de registro de imóveis com o contrato de compra e venda, vendedor e comprador presentes, assinar a escritura para transferir o imóvel, sendo necessário o comprador assumir os custos de transferência e taxas cobradas pelo cartório. geralmente um tramite de financiamento por total demora cerca de 30 dias, desde que não haja nada errado com a documentação, seja do vendedor, comprador ou do imóvel.              

Artigo imovel guide

Locação / Padrão

Vale a pena comprar ou alugar um imóvel?

Por Dener Pires Em 25/07/2021

Vale a pena comprar ou alugar  um imóvel? Essa pergunta acho que todos já se fizeram ao menos uma vez, vale a pena comprar um imóvel ou alugar para moradia? Ter o imóvel próprio seja ele adquirido via financiamento ou à vista, ou morar de aluguel para sempre ? Pelo o que vejo, ultimamente muitas pessoas estão indo para o aluguel, e aplicando o dinheiro quer seria para compra da casa em ações por exemplo.  O porque é simples, comodidade de morar aonde quiser, sem custos como IPTU ( geralmente, alguns contratos o inquilino que paga o IPTU ou condomínio)  geralmente os contratos duram 12 meses sem pagamento de multa, então caso tenha enjoado daquele bairro ou daquela cidade, tem a possibilidade de se mudar sem problema algum. Já a casa comprada é outra coisa, principalmente se for financiamento longo, como os de 30 ou 35 anos, tem a possibilidade de vender mesmo financiada? sim tem, porém o valor aplicado não será recuperado devido ao juros que o banco cobra no hora do financiamento. Porém o outro lado da moeda, se você não pretende se mudar de cidade, tem um bom emprego naquela região e tem o sonho de ter o próprio imóvel, adquirir a casa é uma realização. Vamos ao um exemplo. Vamos supor que você pretende adquirir um imóvel que custe R$ 500 mil reais, e você tem esse valor à vista, que será usado totalmente para a compra do imóvel e valores de documentação. Esse mesmo valor aplicado em um rendimento de 10% ao ano, daria mais ou menos de rendimento mensal de  R$ 2700 reais, um belo salário. Nessa situação será que não iria compensar alugar um imóvel de R$ 1500, e ainda ter um lucro mensal de R$1200 por mês?  Seria bom né ?  Antes de comprar um imóvel, veja todos os custos, valor de entrada, taxa de juros, não é vergonha morar de aluguel, muitas pessoas ricas moram de aluguel, e aplicam o dinheiro para ter rendimentos mensais, como se fosse um segundo salário. Lembrando que o imóvel com o tempo pode se valorizar  ou perder valor, isso só o tempo dirá, vai depender muito do mercado e atual situação do pais.  

Artigo imovel guide

Outras / Padrão

Locação/ Averbação

Por Almeida Imóveis Em 24/07/2021

Em um contrato de locação vemos os termos caso fortuito e força maior. E qual é o significado dos termos ? CASO FORTUITO- Se trataria de um fato humano imprevisível e inevitável. FORÇA MAIOR- Seria um evento natural previsível ou imprevisível, mais inevitável O CÓDIGO CIVIL NO ART 393 DIZ QUE O LOCADOR SUPORTARÁ OS PREJUIZOS ADVINDOS DE CASO FORTUITO E FORÇA MAIOR LOCAÇÃO POR TEMPORADA O aluguel por temporada é caracterizado por tempo máximo de 90 dias. Caso seja prorrogado o locador só poderá denunciar o contrato após trinta meses. O LOCADOR FALECEU, COMO FICA O CONTRATO DE LOCAÇÃO ? De acordo com a art 10 da lei do inquilinato, morrendo o locador, a locação se transmite automaticamente aos seus herdeiros. Se for aberto inventário, o inventariante pode assumir como locador para o recebimento do aluguel. No entanto o pagamento deve ser pago judicialmente. O contrato segue seu curso normalmente, com o cumprimento de todas as suas cláusulas. O QUE É DENÚNCIA VAZIA É a retomada do imóvel , pelo locador depois do prazo de locação, fixado em contrato com prazo  igual ou superior  a trinta meses. ART 46 DA LEI 8.245/91 O QUE É DENÚNCIA CHEIA Quando o locador deseja dar fim ao contrato de locação, com prazo inferior a  trinta meses, com justificativa ao ART 47 DA LEI 8.245/91 QUAL O PRAZO PARA LOCAÇÃO RESIDENCIAL ? ART. 3 DA  Lei 8.245/91- O contrato de locação pode ser ajustado por qualquer prazo. Dependendo de vênia conjugal se igual ou superior a dez anos. VÊNIA CONJUGAL- É a autorização do cônjuge quando o contrato é igual ou superior a 10 anos. Essa determinação é válida  para o locador e locatário. O CASAL SE SEPARA QUE ASSUME O ALUGUEL ? Caso não haja notificação ao locador, a responsabilidade continua sendo do marido. Sendo notificado o locador, será feito a sub-rogação SUB-ROGAÇÃO CONTRATUAL - É A SUBSTITUIÇÃO DE UMA DETERMINADA PESSOA POR OUTRA, AO NEGÓCIO JURIDICO INICIAL. SEM QUE HAJA A EXTINÇÃO DA OBRIGAÇÃO ORIGINAL. O QUE É AVERBAÇÃO ? É o ato que anota todas as alterações ou acréscimos referente ao imóvel, ou ás pessoas que constam do registro ou da matricula do imóvel. EX: Mudança de Nome - Modificações de Estado Civil, Ampliação do Imóvel  

Artigo imovel guide

Reforma e Construção / Padrão

Ar Condicionado para Edifícios

Por Eduardo Em 23/07/2021

Ar Condicionado para Edifícios Existe muita falta de informação para este tema, pois muitos edifícios afirmam não permitir a instalação de ar condicionado por conta da falta de carga elétrica nos apartamentos e falta de espaços para área técnica. Hoje em dia esta afirmação pode ser equivocada por falta de conhecimento, os sistemas de ar condicionado estão cada dia mais atualizados e eficientes em relação ao consumo e as maquinas diminuíram muito em tamanho e é possível utilizar apenas uma unidade externa para todo o apartamento.  Eletricidade Nesta parte é necessário um estudo, com engenheiro elétrico levantando as cargas dos apartamentos e apontando as necessidades de cada cliente ( troca de disjuntores, cabeamento, etc ). O estudo deve ser apresentado ao condomínio que deverá solicitar o projeto e ART(Anotação de Responsabilidade Técnica) assinada do Engenheiro Elétrico. Muitos edifícios utilizam gás encanado para utilização do aquecimento da água, fazendo com que o consumo do apartamento diminua drasticamente, sendo que o chuveiro elétrico é um dos maiores vilões no consumo de uma residência. Área Técnica A instalação do ar condicionado demanda uma área especifica para a sua(s) unidade(s) externa(s), os modelos antigos eram grandes, e não havia possibilidade de utilizar uma unidade externa para atender todos os ambiente, hoje isso mudou e existe uma variedade de modelos internos ( Hi Wall, Cassete, Piso/Teto, Dutado ) acoplados a apenas uma unidade externa.  Se o apartamento em estudo não dispõe da área técnica para o sistema, há a possibilidade de instalar plataformas técnicas anexadas ao edifício para viabilizar a instalação. Essa parte pode ser um pouco mais complicada, pois interfere na fachada do edifício e precisa ser aprovada pela reunião da assembleia do edifício. Após essa liberação o edifício formaliza um padrão de plataforma técnica para todos os apartamentos seguirem com projeto e certificação por empresa certificada pelo CREA.   Conclusão A instalação do Ar Condicionado é possível, basta ter as pessoas capacitadas e certificadas para viabilizar a sua implantação. Ele trás conforto aos usuários e qualidade, mantém a umidade em porcentagens ideias para as pessoas e também eleva o preço do imóvel na sua comercialização. Sou Engenheiro Mecânico e a mais de 15 anos neste ramo.   Eduardo D. Zamboni www.brar.com.br (11) 2912-2932  

Artigo imovel guide

Outras / Padrão

Incorporação/ Iptu/ Regime de Bens

Por Almeida Imóveis Em 22/07/2021

Para que o incorporador possa vender as unidades, tem que ter o REGISTRO DA INCORPORAÇÃO. É o documento que dar segurança ao comprador. O NÚMERO DESTE REGISTRO DEVE ESTAR EM TODAS AS PEÇAS PUBLICITÁRIAS. A lei 4.591/64 só permiti a comercialização da incorporação com o REGISTRO EFETUADO. Alguns documentos que devem ser apresentados, para fazer o registro: Regularidade da situação do terreno, Regularidade da aprovação do projeto e diversas certidões que atestem a idoneidade da empresa responsável. O COMPRADOR DEVE TAMBÉM NO ATO DA COMPRA , SABER SE A INCORPORAÇÃO TEM PATRIMÔNIO DE AFETAÇÃO. PATRIMÔNIO DE AFETAÇÃO- É QUANDO O EMPREENDIMENTO ESTAR DESVINCULADO DO PATRIMÔNIO DO INCORPORADOR . PROMOVENDO GARANTIA QUE O COMPRADOR RECEBERÁ O IMÓVEL, CASO DE FALÊNCIA OU INSOLVÊNCIA DO INCORPORADOR.   IPTU   Quando for comprar um Imóvel, siga atentamente este passo a passo com referência ao IPTU. NÃO EXISTE DÉBITO DO IPTU PARA O IMÓVEL A SER COMPRADO. PORÉM VERIFIQUE JUNTO A PROCURADORIA FISCAL DO MUNICIPIO FORNECENDO O NR DA INSCRIÇÃO DO IMÓVEL SE EXISTE DÉBITO DE HONORÁRIOS E COM O CPF DO VENDEDOR DO IMÓVEL, VERIFIQUE JUNTO AO SITE DO TJBA SE TEM EXECUÇÃO FISCAL. MESMO NO MOMENTO DA COMPRA NÃO EXISTINDO DÉBITO, PODE TER OCORRIDO DÉBITOS NO PASSADO, QUE ESTAVAM NA DIVIDA ATIVA E FORAM AJUIZADOS, O PROPRIETÁRIO PAGOU O DÉBITO DO IPTU E NÃO SE ATENTOU PARA AS DEMAIS DIVIDAS. O ART 130 DO CÓDIGO TRIBUTÁRIO NACIONAL E A LEI 6.830 NO ART 4, ITEM 4 DIZ QUE A DIVIDA SUB-ROGAM, OU SEJA O ATO DE SUBSTITUIR DIREITO OU DEVER PARA O OUTRO, NESSE CASO O ADQUIRENTE. PRESUMIR-SE-À FRAUDULENTA A VENDA DE IMÓVEL PELO EXECUTADO PELA FAZENDA PÚBLICA, POR DÉBITOS FISCAIS. OBS: O NÃO PAGAMENTO DE DÉBITO FISCAL , PODE AFETAR O PATRIMÔNIO PELA PENHORA   REGIME DE BENS   1-COMUNHÃO PARCIALDE BENS- TODOS OS BENS ADQUIRIDOS APÓS O CASAMENTO SÃO DO CASAL.   2-COMUNHÃO TOTAL( UNIVERSAL) DE BENS- TODOS OS BENS ADQUIRIDOS ANTES E APÓS AO CASAMENTO SÃO DO CASAL   3-SEPARAÇÃO TOTAL DE BENS-TODOS OS BENS ADQUIRIDOS ANTES EAPÓS O CASAMENTO PORCA DA INDIVIDUO É SOMENTE DO INDIVIDUO.   4- PARTICIPAÇÃO FINAL NOS AQUETOS- IGUAL AO ITEM 3 PORÉM, SE HOUVER DIVÓRCIO, OS BENS ADQURIDOS AO LONGODO CASAMENTO SERÃO REPATIDOS ENTRE O CASAL.   AQUETOS= BENS  ADQUIRIDOS POR QUALQUER DOS CÔNJUGUES.    

Artigo imovel guide

Corretor de Imóveis / Padrão

Ética Entre Colegas

Por Cláudia Maria Carvalho Lopes Em 19/07/2021

  ÉTICA ENTRE OS COLEGAS   No exercício da profissão tão importante quanto entender de economia, das condições do mercado, dos produtos que estamos negociando, atendimento ao cliente, é tão importante também o atendimento e/ou relacionamento com o cliente colega de profissão. Como nosso dia a dia é muito competitivo e desgastante, lidamos com valores altos de ganho, ao passo que somos 100% autônomos e dependemos inteiramente da venda para ganhar nosso sustento e levar o pão para a nossa casa. Somos levados ao extremo da ansiedade pela venda, dificultando muitas vezes o nosso bom, claro, transparente e leal relacionamento com nosso colegas de profissão. Somos apenas seres humanos e como tais quando levados a situações extremas temos reações diversas, surpreendentes ou esperadas algumas vezes não muito louváveis. Somos levados a defender de forma até às vezes primitiva nosso ganho, nossa venda.  Mas os seres humanos são seres sociáveis e cada vez mais vivemos em sociedade interdependentes uns dos outros, não vivemos numa ilha, temos que conviver com pessoa colegas de profissão seja em escritórios sedes, plantões ou no dia a dia mesmo do mercado. Hora nos encontramos aqui ou ali em determinados papéis, mas como as coisas e pessoas nesta vida mudam de lugar, o mundo gira e a qualquer momento podemos nos encontrar em papéis diferentes, situações diferentes com as mesmas pessoas. Sendo assim, é muito importante no exercício da nossa profissão mantermos o bom relacionamento, o respeito entre nós profissionais do mercado imobiliário, aliás, em todos os caminhos dessa vida. A lisura nas nossas ações, o bom trato, a educação, o coleguismo em ação, a troca de informações e conhecimentos, afinal, ajudar um colega não diminui quem ajuda em nada, pelo contrário, enobrece. Conhecimento dividido é conhecimento multiplicado e é muito bom para quem transmite, talvez melhor do que para quem recebe. Colegas no início da profissão, muitas vezes são carentes de informações importantes para atuar com segurança e atender da melhor maneira o cliente. Quando estendemos as mãos uns aos outros, contribuímos todos para a boa imagem da profissão como um todo e para que a sociedade passe a nos enxergar com mais respeito e valorização também. Nossa profissão, às vezes não é valorizada nem respeitada pelos outros, porque não nos valorizamos e respeitamos entre nós mesmos. Se somos desunidos, não temos o respeito dos outros. Devemos respeitar nossos colegas em todos os momentos do exercício da profissão sem tentar burlar, nem "passar a perna" uns nos outros. Tem oportunidades para todos e unidos somos mais fortes!     

Artigo imovel guide

Negociação / Padrão

Vantagens de Comprar um Apartamento na Planta

Por Juliana Farias Em 19/07/2021

A comprar de um imóvel tanto para investimento ou moradia, é uma grande decisão. é um dos maiores compromisso financeiro das nossas vidas, principalmente quando desejamos obter um imóvel para investimento. é necessário muita pesquisa antes de qualquer atitude tomada, mais uma coisa é certo, investir em imóvel nunca é e nunca foi perca de tempo, os números das porcentagem de valorização do bem vem crescendo a cada dia que passa, e as valorizações tem nos deixados mais imponderados.  As vantagens de se obter um imóvel tanto alto padrão como popular na plantão é economizar. todo lançamento de projeto ah promoções e vantagem por esta comprando primeiro em dias de lançamento, com isso os valores sai mais em conta. Comprar um bem na planta requer muita paciência no processo da evolução de obra, e por ser uma propriedade nova não a necessidade de manutenção em um futuro imediato geralmente as construtoras usam matérias de acabamento com boas qualidades exigindo uma manutenção entre 10 a 15 anos após a entrega do imóvel, assim fazendo com que o proprietário economize seu dinheiro em acabamentos.  Outra vantagem para se comprar um apartamento na planta é a organização financeira que é disponibilizada para o proprietário se planejar nos pagamentos do seu imóvel pois com base no Índice Nacional de  Construção Civil (INCC), o comprador quita 30% do valor do imóvel na fase de construção, e nesse decorrer de tempo o proprietário pode se planejar como desejar pagar suas parcelas ou decidi como deseja que o imóvel lhe traga renda. E os 70% restante pode ser quitado parceladamente após a entrega das chaves, então é vantajoso a aquisição do imóvel na planta tanto pelas parcelas do financiamento ser organizada e quitadas com cautelas como pelo desejo ter se obter imóveis planejados conforme o gosto do procurador. E a maior vantagem do imóvel na planta é o potencial de valorização do imóvel despois de pronto, o interessado compra um imóvel ainda na fase de obra e  ao final da construção o patrocínio pode esta lhe rendendo mais de 50% do valor que foi investido inicialmente quando na planta.

Artigo imovel guide

FGTS / Padrão

Como Usar o FGTS para Comprar um Imóvel

Por Juliana Farias Em 19/07/2021

O uso do FGTS para compra do imóvel é simples! para os interessados com o imóvel já selecionado, o mesmo deve procurar uma instituição financeira que lhe atende com melhor proposta de financiamento com juros que caibam em seu bolso. é necessário autorizar o banco a conferir o seu saldo do FGTS e aguardar o processo de avaliação da analise de crédito do banco do financiamento juntamente ao banco da Caixa Econômica Federal, gestora do fundo, para que assim aprove o uso do FGTS desde que atende aos requisitos exigido pelo sistema de aprovação de imóveis como: ter no mínimo 3 anos de registro em carteira assinada (segundo a lei:  457 da CLT é direito de todo o trabalhador registrado sob o sistema CLT ter o direito do FGTS), Residir ou morar na mesma Região Metropolitana onde deseja comprar o seu atual imóvel, Não ter titular de um financiamento no Sistema Brasileiro de Habitação, Não possuir um imóvel na mesma cidade, valor do imóvel até R$ 1,5 Milhão, Não pode ter usado o saldo do FGTS nos Últimos 3 anos e não ter a renda 30% do valor bruto da sua renda mensal comprometida. esses são os registos para uma aprovação de credito bancário. Contudo, agora tendo em mãos a avaliação e aprovação do imóvel, é necessário que assine e registre o contrato fornecido pela instituição financeira/ construtora, e nesse momento o o banco da Caixa Econômica Federal será solicitada a liberar o FGTS a instituição financeira da assinatura do seu termo de compra e venda do imóvel, o saldo do FGTS será liberado, porém ira como bloqueado até que todas as partes esteja com contrato assinado. tento tudo em ok o saldo é desbloqueado entre 5 a 8 dias uteis. Tendo o compromisso financeira da compra do imóvel pelo tempo determinado ao contrato o comprador poderá a cada 2 anos o valor do seu FGTS para abater o valor das parcelas do seu financiamento, não podendo acumular e retirar outro imóvel até o termino do compromisso ao primeiro, mais poderá abater suas parcelas com recursos do sistema de Financiamento Imobiliário (SFI)

    1 de 20
  • >